As áreas do conhecimento apoiadas em qualquer ciência requer um profissional com sólida base científica. Ao mesmo tempo, a Psicologia vem crescendo no prisma científico e construindo interfaces com outras ciências e profissões graças ao seu desenvolvimento científico e metodológico que permite trocas e respeito mútuos.

Considerando a história do Curso, sua localização na Área da Saúde, as tendências do desenvolvimento da própria Psicologia como Ciência e Profissão, as necessidades regionais próximas da origem do seu alunado, as condições atuais e perspectivas de futuro e as características profissionais esperadas do psicólogo no mundo pós-moderno, foram estabelecidos os princípios e compromissos do Curso de Psicologia da UMC.

Concebido de modo generalista, e considerando a conjuntura regional no qual está alojado, o Curso de Psicologia direciona-se às questões da época, privilegiando a prevenção e a remediação no contexto psicossocial e da Saúde, assumindo o compromisso de contribuir e viabilizar a melhoria da qualidade de vida e que apoiem as ações dos psicólogos nos diversos campos de atuação.

O dia do Psicólogo é comemorado em 27 de agosto, quando em 1962 foi reconhecido como profissão no Brasil.


Sua atuação envolve, direta ou indiretamente, indivíduos, famílias, escolas e sistemas educacionais, empresas e organizações, sistema jurídico, sistemas de saúde, clínicas particulares, meios de comunicação, comunidades e a sociedade como um todo. É um amplo, crescente e cada vez mais diversificado campo de trabalho.

O psicólogo na área da Saúde pode: orientar e avaliar pessoas com problemas mentais, emocionais e de personalidade, assim, como elaborar programas preventivos. Na área do Trabalho: recrutar, selecionar e avaliar pessoal, elaborar e aplicar programas de treinamento e formação de mão de obra. Na área Jurídica: acompanhar processos de adoção, violência contra menores, guarda de filhos.

Na área Social/Comunitária: planejar, executar e avaliar programas comunitários de saúde, educação, trabalho, lazer e segurança. Na área Escolar: orientar, planejar, executar e acompanhar atividades educacionais que favoreçam a qualidade do processo de ensino-aprendizagem, tanto do ponto de vista do educando quanto do educador.



A fim de manter a coenrência e a qualidade entre o perfil do egresso e seu currículo, o Curso de Psicologia definiu seu currículo objetivando a formação do profissional-cidadão capaz de atuar de maneira crítica e criadors, contribuindo para a construção de uma sociedade mais democrática e humana.

O psicólogo formado pela UMC domina habilidades necessárias tanto para a prevenção como para a intervenção, de modo a solucionar problemas indiviiduais, grupais, organizacionais e comunitários, sendo capaz de elaborar e implantar programas de acordo com situações detectadas e de avaliar o efeito dos mesmos, conhecer os vários enfoques psicológicos e saber escolher estratégias para atuação compatível.

Com esta proposição, o Curso está seguindo tendências mais gerais e universais no atendimento ao ser humano para que desenvolva suas potencialidades. Para tanto, o Curso mantem seu corpo docente constituído predominantemente de mestres e doutores, com ampla experiencia profissional.

Propicia que todos os alunos realizem atividade de pesquisa a partir da disciplina de Iniciação Científica, participem do Programa de Iniciação Científica, oferecido pelo instituição; utilizem os laboratórios específicos de Anatomia, Informática e o Serviço-Escola; possibilita os estágios em diversas áreas como Escolar, Trabalho, Social/Comunitária, Jurídica, Esporte, Hospitalar e clínica, em pelo menos três abordagens (psicoterapias); oferece de modo optativo ao aluno a formação em Licenciatura, programada em seis semstres.



Em 1962 foi fundada a Organização Mogiana de Educação e Cultura (OMEC), para promover a Educação na cidade de Mo-gi das Cruzes /SP.
O Curso de Psicologia teve seu funcionamento autorizado em 21/10/1969 (Decreto 65.529/69). O primeirto Diretor do Curso de Psicologia foi o Pe. MAnoel Bezerra de Melo, fundador da instituição. O Curso de Psicologia, nesta época, integrou o Centro de Ciências Humanas da Faculdade de Filosofia. O reconhecimento do Curso aconteceu em 10/05/1972, por meio do Parecer 469/72 e do Decreto 70.730 de 19/06/1972.
A partir de 2004, com as novas Diretrizes Curriculares Nacionais, realizou-se uma reformulação do Projeto Pedagógico à época para atender o disposto na legislação.
O Projeto Pedagógico atual mantém consonância com a Resolução CNE/CES nº 5 de 15/03/2011 e atende aos dispositivos legais preconizados para os Cursos de Psicologia possibilitando a formação do psicólogo em nível de Bacharelado.
TurnoSemestres
Unificado10
Matutino
Noturno
Decreto Federal nº 70.730 de 19/06/1972 - D.O.U. de 20/06/1972 e Renovação do Reconhecimento Portaria SERES nº 271 de 03/04/2017 - DOU de 04/04/2017